sexta-feira, 23 de abril de 2010

Haiku CVIII

No Muro das Lamentações
ela disse, cabisbaixa:
como eu gostava de ter Fé