terça-feira, 28 de abril de 2009

Haiku XCIV

O horizonte
é amplo -
ou comprido?

domingo, 26 de abril de 2009

Haiku XCIII

Um homem velho
corta o seu nariz -
o nariz foge

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Haiku XCII

Céu nocturno -
Um relâmpago
escreve este haiku

Haiku XCI

És
o espaço entre
as folhas das árvores

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Haiku XC

Calas
a noite
quando adormeces

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Haiku LXXXIX

Fumas cachimbo
na noite do quarto -
sentes a minha presença

terça-feira, 7 de abril de 2009

Haiku LXXXVIII

Olhamos as folhas
ao vento -
um horizonte qualquer

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Haiku LXXXVII

Na pedra
um rio
metafísico

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Haiku LXXXVI

Caiu
levantou-se
respirou fundo