terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Haiku LXXII

Passei correndo
pela estrada batida :
acordei o vento

3 comentários:

nuno brolock disse...

e o vento segredou-te alguma coisa, ou só a aragem é que o faz?

ma grande folle de soeur disse...

e o vento sopra forte lá fora! Bonito. Abraço

Dinis Lapa disse...

O vento sussurou. A aragem falou.