segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Haiku LIII

A água enche
todo o balde -
dei-lhe um pontapé

7 comentários:

nuno brolock disse...

não tens consciência ecológica?

Dinis Lapa disse...

a água escorreu para a terra :)

ma grande folle de soeur disse...

Também tens 6 anos outra vez?! lol

Madalena S. disse...

Ainda que com um dia de atraso, aqui fica o meu abraço de parabéns, e uma tentativa de haiku em tua homenagem:

O Champanhe
tem bolinhas douradas.
Ao teu aniversário!

Um grande abraço, Dinis, muitos anos de vida e até dia 10, se não for antes.
Ah!, e já quebrei o silêncio!

ma grande folle de soeur disse...

Fantàstico!!! Fizeste 20 com 6!!! Parabéns!!!

Daterra disse...

este é um haiku a roçar a prática dos Koan na tradição(Rinzai) das ecolas zen...

ISABEL Mar disse...

Prospero says:
"We are all spirits and are melted into air, into thin air. And, like the baseless fabric of this vision ... the gorgeous palaces, the solemn temples, the great globe itself, yea, all which it inherit, shall dissolve, and, like this insubstantial pageant faded, leave not a rack behind. We are such stuff as dreams are made on. And our little life is rounded with a sleep"

Shakespeare,The Tempest

mta luz pa ti
bjs
Isabel